Dança porno “turistando” – Dez estrangeiros

Em janeiro de 2015, uma mulher sem camisa no Templo de Preah Khan enfureceu o Camboja. A identidade da modelo sem sutiã nunca foi identificada. No mesmo ano, três casos de turistas posando mais ou menos nus em lugares sagrados levaram à prisão. No final de 2017, dois norte-americanos foram presos em Bangkok depois de publicar imagens “indecentes” em Angkor.

Matéria completa:https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2018020510450764-danca-porno-detencao-medidas-exageradas-camboja/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *